Blog Mitis

Compartilhe esta publicação:

MMI – O processo de implantação mais tranquilo que você já viu

11 de dezembro de 2019

Cerca de 75% dos projetos de tecnologia dão errado. Este artigo vai te mostrar como fazer parte dos 25% que dão certo.

Para entender melhor, vamos visitar, brevemente, a origem do MMI. Há 20 anos eu entrei no mundo tecnológico. Logo no início da faculdade eu já comecei a estagiar na área de desenvolvimento de softwares. Como estagiário peguei alguns projetos desafiadores e no tempo dado consegui entregar com sucesso, superando as expectativas do meu chefe e principalmente do cliente. Quando eu recebia a demanda era me passado o que queriam, sem documentação alguma, apenas: “quero fazer um sistema assim, assim e assim”. Achava o máximo e começava a codificar na mesma hora, mas neste momento, sempre tinha muitas dúvidas do negócio e naturalmente fui criando um questionário cada vez mais robusto para esclarecê-las. A partir do momento que eu sabia o papel de cada detalhe, podia então questionar e aprimorar as soluções junto com o cliente. Aqui começa a nascer o que hoje chamamos MMI.

Foi então que decidi que estava no caminho certo e que era fácil desenvolver sistemas. E o engraçado é que as pessoas até hoje torcem a boca e murmuram “é fácil pra você”. E de fato tenho essa convicção, não porque tenho dom, não porque meu QI é elevado. Nada disso! O segredo é perguntar, perguntar, exemplificar, exemplificar, prototipar, prototipar e então desenvolver.

Você deve estar se perguntando: Mas isso não é óbvio? Parece, mas não é.

Eu tinha uma crença de que todo desenvolvedor de software fazia isso, que era parte do negócio. Mas para minha surpresa vi que era algo que eu fazia, até então, naturalmente, mas que não era comum para todos.

Já ouvi várias vezes algumas coisas do tipo: “Se o cliente pediu para fazer um botão redondo eu vou fazer”, ou seja, não se perguntava o porquê, nem pedia exemplos e sequer era feito um protótipo. Construía-se exatamente o que o cliente falava e então vinha o insucesso! Falo por experiência própria. No decorrer da minha carreira eu montei uma empresa de software e não entendia por que as entregas dos desenvolvedores eram incompletas ou sem sentido! Gerava-se uma angústia interna muito grande.

Tive oportunidade de fazer um MBA em gerenciamento de projetos e lá tivemos a triste estatística: Cerca de 75% dos projetos de TI dão errado! Isso mesmo! 75% dão errado. Pasmem!

Da dor veio uma oportunidade. Percebi que precisava mudar isso. Foi então que transformei toda essa experiência em um método exclusivo chamado MMI (Metodologia Mitis de Implantação), que vai além de entregar sistemas, garantindo retorno sobre o investimento. Com o MMI, podemos garantir que não instalamos software, implantamos soluções.

MMI é composto de 12 etapas dentro de um círculo, pois essas etapas são as engrenagens que fazem o círculo girar. E é um círculo, pois seu negócio está em constante rotação e essas peças estarão em constates ajustes.

As etapas do MMI são:

  • Projeto – É onde temos o primeiro contato com o cliente e através de um diagnóstico conseguimos montar uma proposta com todas as necessidades do cliente. Inclusive a que ele precisa e as que ele nem sabia que precisava. É mágico.
  • Termo de abertura – Reunião de alinhamento entre os gestores da Mitis e os gestores do cliente.
  • Ambiente – Onde é configurado o ambiente para o sistema rodar com sucesso.
  • Map. Processos – Cada setor da organização é mapeado e amarrado ao sistema, dando uma análise de aderência do produto ao negócio.
  • Define Processos – Uma vez que é mapeado incluímos o processo no sistema.
  • Customização premissa – Time de desenvolvimento entra em ação para customizar recursos exclusivos e importantes. Sem eles não é possível realizar a virada.
  • Treinamento específico – Momento de treinar as customizações exclusivas e regras de negócio específicas do cliente.
  • Base Produção – É o momento de virar a chave, deixar tudo preparado para a grande virada, o grande momento, o show.
  • Auditoria – Checamos todos os itens para nada sair errado. É feito por um auditor da Mitis.
  • Virada – Esse é o grande dia, onde passará a usar a ferramenta em linha de produção. Sem dor, sem estresse e sem perdas.
  • Customização pós – Time de desenvolvimento entra em ação para customizar recursos exclusivos e importantes, mas que podem virar sem. Então pode fazer em uma segunda onda.
  • Consultoria – Acreditamos que tudo que é medido pode ser melhorado, então a cada 30 dias voltamos, até completar 90 dias. Estaremos juntos, em melhoria contínua.

 

 

Temos que ter talentos ao nosso lado. Além disso, temos que multiplicar essas habilidades, criando uma atmosfera de conhecimento e aprendizado contínuo.

Espero que tenham gostado de mais esse artigo. No nosso negócio fez total diferença e espero que possa fazer diferença para você também!

É MMI na veia!

 

Rodrigo Maxwel - CEO - Mitis Tecnologia

 

Fique atualizado. Assine nossa news.

O que nossos clientes dizem:

O CRM:MITIS me proporcionou maior agilidade na tomada de decisão, facilitou a gestão de comissionamento , contas a receber e a pagar e o sistema não deixa que meus clientes sejam esquecidos através dos alertas de pós-venda.

Welber – Diretor da Commcell

Parabéns pela inovação do sistema ERP MITIS. Seu sistema está cada vez mais robusto. Programa FISCAL igual ao seu acredito que não há neste mercado, ainda mais no segmento de MEDICAMENTO que requer um controle absoluto não só por unidade, mas também lotes e outras particularidades. Nos passos que a MITIS está seguindo, num futuro muito próximo estará dominando este mercado (acredito até que já seja líder). SUCESSO!!!

Lourival – Analista fiscal da Baratela

Fale Conosco

 Atendimento Mitis

Vendas e Suporte:

Será um grande prazer falar com você. Utilize nossos canais de comunicação. Se precisa de uma resposta urgente entre em contato, por gentileza, pelo Chat ou pela nossa Central de atendimento ao cliente.

E-mail: comercial@mitis.com.br
SAC: +55 27 3067-9292